Ação integrada de segurança do Pará está fiscalizando os portos na divisa com o Amazonas

0

A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) está coordenando as ações integradas dos demais órgãos de segurança estaduais para garantir a fiscalização nos portos e nas embarcações de passageiros entre os estados do Pará e Amazonas, a fim de impedir a entrada de pessoas oriundas do estado vizinho em território paraense, como medida preventiva à proliferação da Covid-19. A determinação do Governo do Pará, por meio do Decreto 1.273/2020, foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) de quinta-feira (14).

“O decreto governamental publicado no Diário Oficial determina o fechamento das divisas do Estado do Amazonas com o Pará, para efeito de entrada no nosso Estado. As embarcações de passageiros estarão impedidas de entrar no território paraense, exceto as embarcações de cargas com tripulantes, que serão devidamente averiguadas e posteriormente liberadas, tendo em vista que não podemos impedir a entrada de cargas e insumos necessários”, explicou o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado.

Efetivo – As ações de fiscalização foram iniciadas nesta quinta-feira (14), com o apoio das polícias Civil e Militar, Grupamento Fluvial de Segurança (Gflu), Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp) e das forças especializadas do Grupamento Tático de Operações (GTO) e do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA), ambos da PM paraense.

O efetivo está atuando nas fiscalizações dos portos da região Oeste do Pará, na divisa dos dois estados, principalmente nos municípios de Juruti, Oriximiná, Óbidos e Santarém. As ações serão realizadas durante 24 horas, com fiscalização em embarcações de passageiros e nas embarcações de cargas vindas do Amazonas.

O secretário Ualame Machado ressaltou ainda a atuação dos agentes de segurança no cumprimento do decreto estadual. “Contaremos com o apoio das polícias Militar e Civil, Graesp e Gflu, todos empenhados na fiscalização das fronteiras próximo aos municípios de Juriti, Terra Santa e Faro, para que possamos fiscalizar toda e qualquer embarcação que tente adentrar no nosso território, monitorando se de fato são embarcações de carga e/ou passageiros”, afirmou o titular da Segup.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor, preencha seu nome auqi