Promotoria de Justiça de Prainha intermediou a doação de viseiras

0

Lila Bemerguy

A promotoria de Justiça de Prainha intermediou a doação de viseiras do tipo “face shield”, para uso do serviço público, incluindo os que atuam nas barreiras sanitárias impostas pela pandemia. As máscaras, que serão doadas e adquiridas por associações e comerciantes do município de Prainha, são confeccionadas a preço de custo pelo projeto Égide, que funciona em Belém com objetivo de ajudar os profissionais da saúde pública que estão na linha de frente do combate ao novo coronavirus.

De acordo com o promotor de Justiça de Prainha, Bruno Fernandes, o MPPA de Prainha, inicialmente solicitou a doação de 50 viseiras para uso nas barreiras sanitárias. Foi informado que a doação não seria possível naquele momento, mas que poderiam fornecer com custeio menor.

A promotoria consultou a Associação Abrace Essa Causa que atua no município, para a possibilidade de assumirem o custo, com a parceria também da Associação Comercial de Prainha, o que resultou na união de esforços para doação das 50 viseiras para uso dos servidores que se encontram nas barreiras sanitárias, incluindo a Polícia Militar, e ainda na aquisição de 109 para as empresas do comércio local, totalizando 159 máscaras.

O projeto Égide foi fundado em março deste ano, em Belém, pelo servidor público Paulo Lima, e reúne, atualmente, três voluntários da Área de Tecnologia da Informação. Já doou 1900 viseiras tipo “face shield” para profissionais de saúde.  A viseira é a primeira barreira física de proteção, evitando o contato com as gotículas infectadas com vírus exalados pelos pacientes. Por baixo delas, é necessário usar as máscaras convencionais.

Todas as viseiras doadas serão utilizadas para a prestação de serviço público.  Serão 50 para as barreiras, e mais 35 doadas pelo projeto, que serão destinadas para os prestadores de serviço público do Judiciário, MPPA e as que restarem, para os servidores que realizam atendimento ao público, como os setores de recepção de setores públicos estadual e municipal.

Os comerciantes locais compraram 109 máscaras para uso nos seus estabelecimentos, para o cumprimento do protocolo de segurança da covid19. Apoiaram a ação a Associação Comercial e Empresarial e a Associação Abrace essa Causa, de Prainha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor, preencha seu nome auqi