Oriximinaense morre vítima de coronavírus em Manaus

0

No início da noite desta terça-feira, 24, faleceu em Manaus a primeira vítima do coronavírus. O empresário Geraldo Sávio, 49 anos, natural de Oriximiná mas que residia em Parintins, onde tinha uma empresa do ramo oftalmológico.  Foi também a primeira pessoa a ser infectada com a doença na cidade de Parintins e estava internado no hospital Delphina Aziz.

Sávio foi notificado positivamente com o Covid-19 no domingo, 22, após ter sido encaminhado à Manaus no sábado, 21. Ele esteve em Manaus até a dada do dia 6 de março, em seguida foi para Parintins e esteve participando de uma pescaria em Nhamundá, divisa com o Pará. Ao retornar para Parintins no dia 15, sentiu-se mal e foi a uma clínica particular e, posteriormente, encaminhado para o hospital Jofre Cohen e transferido para Manaus pela gravidade da doença.

A Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SUSAM) confirmou a morte por volta das 22h de terça-feira (24). A SUSAM informou que Geraldo Sávio era portador de hipertensão arterial sistêmica. No último domingo o paciente sofreu uma parada cardiorrespiratória, mas foi prontamente socorrido e estabilizado, sendo acompanhado pela equipe médica na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Delphina. Nesta terça-feira, o quadro do paciente voltou a agravar e por volta das 19h45 ele faleceu.

Parintins, até esta terça-feira, havia registrado dois casos do novo Coronavírus. A segunda paciente confirmada hoje está em isolamento domiciliar e é monitorada pela Fundação da Vigilância em Saúde, em Manaus.

Geraldo Sávio era natural de Oriximiná, no Pará, mudou-se para Parintins-AM, onde formou patrimônio e se tornou um empresário conhecido na cidade. (Com informações de Eldiney Alcântara)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor, preencha seu nome auqi