Empresária de Juruti doa máscaras para hospitais da Calha Norte

0

Uma empreendedora de Juruti suspendeu a produção de uniformes escolares e tem trabalhado dia e noite para confeccionar máscaras, que estão sendo doadas para profissionais de saúde e de segurança pública que atuam na prevenção e no combate ao novo coronavírus, em Juruti, Óbidos e Oriximiná.

A empresária Walda Correa Imbelloni, conhecida por Malu Modas – nome de sua empresa de confecção de fardamentos -, iniciou um trabalho social após momentos de oração, “Eu cheguei em casa após mais um dia de trabalho, desliguei me celular e fui falar com Deus, eu disse que eu queria me dedicar a obra, que eu queria poder deixar de lado o meu trabalho, as minhas ocupações, para ajudar as pessoas de alguma forma nesse momento difícil por causa do coronavírus. Na manhã seguinte, assistindo a TV eu vi uma senhora contando que tinha comprado uma caixa de máscaras, havia tirado três pra ela e doado o restante porque tinha muita gente precisando. Aquilo me deu um estalo do que eu podia fazer para ajudar”, contou Walda.

A empreendedora chamou o filho, Ernesto Imbelloni e dividiu com ele a ideia que tinha tido para ajudar as pessoas. Pediu orientação a uma sobrinha médica e uma amiga enfermeira. Ela soube que em uma loja haviam sobrado duas peças de tecido próprio para máscaras e comprou o material necessário. Na quinta-feira (19), ela deu início à confecção das máscaras.

Para o trabalho que tem sido árduo, Walda conta com o auxílio do filho e de outras duas costureiras voluntárias. Desde o início dos trabalhos, elas já confeccionaram quase 4 mil máscaras que foram doadas ao hospital de Óbidos, hospital de Oriximiná, Hospital 9 de Abril em Juruti, Hospital Municipal de Juruti, unidade da polícia de Juruti, postos de saúde e para diversos moradores de Juruti.

“Eu tenho uma filha asmática e fiquei muito preocupada com as notícias sobre o coronavírus, não só com a saúde dela, mas com a família toda. Então, esse trabalho tem me feito um bem enorme, porque estou me sentindo útil em poder ajudar quem precisa nesse momento. Eu só peço as orações de todos vocês para que eu tenha forças e condições de continuar fazendo esse trabalho”, disse Walda.

Um grupo de donas de casa, empresárias e religiosas também tem dedicado boa parte do seu tempo na confecção do material que é tão necessário para os profissionais de saúde, como máscaras, roupas privativas e roupas descartáveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor, preencha seu nome auqi