Pará contabilizou 104 mil nascimentos registrados em cartório em 2019

0

Enzo Gabriel e Maria Eduarda foram os nomes mais documentados ao longo do ano. Entre os municípios, Belém, Santarém, Ananindeua, Marabá e Parauapebas lideram; confira números.

Até o final de dezembro, exatos 103.988 recém-nascidos foram registrados no Pará ao longo de 2019. São centenas de Enzos, Joãos, Marias, Anas, Pedros, entre outros bebês Pará adentro contabilizados pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen), entidade que representa a classe dos oficiais de registro civil de todo o país, profissionais que atendem a população realizando os principais atos da vida civil de uma pessoa, como registros de nascimento, casamento e óbito.

A informação foi levantada pelo blogueiro Zé Dudu, que estima, com base em dados ainda não enviados por alguns municípios e não computados pela Arpen, que o número de nascimentos total registrados aqui no estado ultrapasse 105 mil, já que 1.500 certidões devem ser retiradas nos cartórios ainda com data de 2019. Em média, 285 bebês foram registrados diariamente no Pará em 2019. Em todo caso, números consolidados só serão divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no final deste ano, por ocasião de uma pesquisa do órgão federal intitulada “Estatísticas do Registro Civil”.

Nas prévias para o ano encerrado, o estado nortista é o 8º com maior número de nascimentos, superando o Ceará, estado nordestino que é bem mais populoso. O líder nacional de documentos em cartório, São Paulo, registrou quase 598,5 mil novos habitantes. Já Roraima contabiliza o menor número, cerca de 11,8 mil.

Entre os municípios paraenses, a capital Belém lidera com larga vantagem, tendo registrado aproximadamente 20,6 mil novas crianças no decorrer do ano passado. Para se ter ideia da dimensão da quantidade de bebês naturais da capital, 39 dos 144 municípios paraenses têm, atualmente, população inferior a 20 mil habitantes. Santarém, com 7,2 mil registros; Ananindeua, com pouco mais de 5,3 mil; Marabá, com aproximadamente 5 mil; e Parauapebas, com 4,5 mil, completam o time dos redutos de nascimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor, preencha seu nome auqi